Webby Awards 2017: a tecnologia por trás de 5 projetos vencedores

Analisamos cases da categoria Advertising & Media e mostramos o que as plataformas digitais têm em comum

De simples websites a plataformas robustas que integram o consumidor em diversos pontos de contato com uma marca, o digital se tornou parte essencial do negócio de qualquer empresa e indústria. Nos últimos anos, chamam a atenção a sofisticação, as funcionalidades e, principalmente, a experiência do usuário norteando as estratégias de marketing em canais conectados.

Neste contexto, mergulhamos nos resultados divulgados nesta semana pelo Webby Awards, espécie de “Oscar da Internet”, para buscar semelhanças entre os cases vencedores na categoria de Advertising & Media, que premia plataformas de indústrias como bens de consumo, embalagens, eletrônicos, serviços de varejo, tecnologia, entre outros. Mas por que essa categoria? Justamente pela sua premissa, que é a de entregar algo útil para o consumidor e que seja sustentável para o negócio.

E o que os premiados têm em comum? Apesar de atuarem em diferentes setores, eles focam na usabilidade. Todos os vencedores desta categoria no Webby Awards são plataformas completamente úteis e a serviço do usuário. Além disso, os projetos contam com doses extras de sofisticação, usando como ferramentas o rich media com vídeos e áudio, integração, facilidades no processo de decisão e um design contemporâneo.

Veja a seguir alguns insights de 5 projetos vencedores:

Project Muse, da Stinkdigital
Usa preferências dos usuários, baseados dados e algoritmos, para escolher entre 50 mil combinações de looks, com roupas, tecidos e texturas diferentes. Aposta na usabilidade em forte apelo visual.

– – –
Motiv, da Motiv Inc.
Aplicabilidade em um wearable, mais especificamente um anel que, conectado à internet, trata de motivar os usuários na hora de dormir, fazer esporte, entre outras habilidades. Desta vez, a usabilidade é aplicada à internet das coisas.

– – –
Uber: Where To?, da MediaMonks
Plataforma baseada em uma simples pergunta: Onde vamos? A partir daí, pessoas podem acessar sua conta e escolher a música durante o trajeto no Uber, categorizar pontos de preferência que podem ser até mesmo pessoas e saber, com antecedência, sobre o tempo que vai precisar para chegar no local determinado de acordo com seus compromissos pré-agendados. Neste projeto, a usabilidade é potencializada pela  inteligência artificial.

– – –
Adidas 360 Concept Store, da Jung Relations
Imagina entrar em uma loja de verdade por meio de realidade virtual e escolher seus produtos com a ajuda de especialistas, entre eles um jogador de futebol? Essa é a experiência de varejo e e-commerce da loda da Adidas. Usabilidade e realidade virtual.

– – –
Google Test my Site, da Huge
Basta só colocar o nome de seu site em um campo igual ao da busca do Google, e a plataforma te informa o quanto seu site é amigável no Mobile e Digital. Além disso, reporta como você pode melhorar o tráfego e audiência. Usabilidade e informação.

Neste ano, o Webby Awards registrou 13 mil inscritos, de 70 países e premiou 403 cases em sete categorias: Special Achievement, Web, Online Filme & Video, Advertising & Media, Mobile Sites & Apps, Social, Podcasts & Digital Audio e, entre elas, diversas sub-categorias. A entrega dos Webby vai acontecer em maio, em Nova York.